O Serviço de Planejamento de Marketing Musical é muito procurado aqui na Gestão de Bandas. 

Basicamente, todas as consultorias que realizamos é baseado no interesse de nosso potenciais clientes em realizar um planejamento de Marketing Musical. 

O planejamento em si não é uma tarefa difícil. 

Porém, como qualquer planejamento, a dúvida reside em “como começar”. 

O Marketing é fundamental para qualquer negócio, seja ele artístico ou não.

Nós já abordamos muito sobre a importância do marketing e a sua essência na série Marketing Musical: Afinal, Que P*##@ É Essa? 

Foram três artigos com muito conteúdo que vai facilitar a sua vida. 

O Planejamento de Marketing Musical é a segunda etapa quando pensamos em implementar ações de marketing no nosso projeto musical. 

O planejamento ocorre logo após a pesquisa e antecede a produção (musical, de clipe, de site, de qualquer coisa).

Isso ocorre porque Marketing é uma ciência, e como toda ciência, é baseada em pesquisa, testes, simulações, dados, informações…

Antes de você começar a explorar as mídias e saber quais canais e ações dão melhores resultados, é preciso detalhar o investimento e o retorno do investimento que você obteve. 

Neste artigo, você vai descobrir: 

  • Quais os tipos de mídias
  • Definição de Orçamento
  • Lançamento de Custos
  • Retorno Sobre o Investimento
  • Cronograma de Ações

 

Mídias

Mídias é um conjunto dos diversos meios de comunicação, com a finalidade de transmitir informações e conteúdos variados, de forma online ou offline. Simples este conceito, né?

No Music Model Canvas, as mídias são apresentadas no canvas como Canais. 

Para que o Marketing chame a atenção, crie conexão e convença o visitante a conhecer o seu projeto musical, é necessário atuar por meio de diferentes canais de comunicação

O planejamento envolve transformar os dados obtidos na pesquisa em informações e ações. 

O primeiro passo é identificar na pesquisa por onde a sua tribo anda e definir os canais (mídias) onde vai ser necessário você estar presente. 

Talvez você se surpreenda com isso, mas recentemente descobrimos que nossa principal fonte qualificada de clientes, que realmente gastam dinheiro na Gestão de Bandas, não está no Facebook, Instagram ou Youtube. 

É normal você criar uma fanpage no Facebook, uma conta no Instagram e um Canal no Youtube quando começa. Nada de errado. Porém, você precisa pensar em como ocupar espaço nos canais que não podem ser seus. 

Na pesquisa da tribo, as pessoas estão nestes canais? Será que eles não estão em um fórum de um site específico? Ou em outras redes sociais específicas da tribo? Fique atento! 

Exemplos de mídias e de canais: 

  • Site
  • Blog
  • Email Marketing
  • Google Ads
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • LinkedIn
  • Outras redes sociais
  • Jornais Online
  • Blogs Externos
  • Programas de Afiliados
  • Produtos Digitais
  • Produtos Gratuitos
  • Revistas
  • Jornais
  • Loja Física
  • Flyer/Banner
  • Vendas Diretas
  • Assessoria de Imprensa
  • Promoções e Sorteios
  • Outdoor/Busdoor
  • Rádio
  • Televisão
  • Ações de Guerrilha
  • Eventos

Por questões de tempo e preferência, ela provavelmente estará em quatro, cinco ou seis canais no máximo. 

Já tivemos consultorias onde a banda estava errando no canal e isso gerou um prejuízo de mais de 10 mil reais. 

Eles anunciavam, tinha um valor muito alto por clique e resultados pequenos. 

Através da pesquisa, identificamos que o público que consumia o que eles produziam estava em outro canal. 

Direcionamento feito, o custo por clique caiu drasticamente, o engajamento disparou e pela primeira vez eles obtiveram retorno sobre o investimento. 

PS: Para catalogar corretamente suas mídias, utilize a nossa planilha de Planejamento de Mídias para Marketing Musical. 

 

Definição de Orçamento

Com os canais e mídias definidas, entramos em outro ponto importante no planejamento de marketing: orçamento e metas. 

Bem, mas o que é orçamento?

Orçamento é um cálculo especulativo do custo que você terá em função de uma determinada ação. 

Sinto-lhe dizer, mas o Facebook não vai lhe ajudar a entregar o seu conteúdo para as pessoas de graça. 

O Snoop Dogg possui hoje 33.721.119 milhões de seguidores no Facebook. São raros os posts dele que consegue mais de 10 mil curtidas, reações e comentários. Algo em torno de 0,0296% de todo o potencial. 

O que quero dizer é que para você realmente aparecer, é preciso colocar dinheiro.

Apostar em alcance orgânico no curto prazo é um tiro no pé. Você precisa construir conteúdos para alcance orgânico, como artigos de blogs por exemplo, mas só depender disso pode ser um erro.

O mesmo vale para mídias parcialmente offlines, como jornais e revistas.

Não dá pra ficar esperando eles te chamarem para um entrevista. O que também não significa que você vai pagar para aparecer, mas precisará ter um bom material para chamar a atenção e ser convidado.

Como fazer?

Identifique qual o valor que você ou a sua banda possui para investir em Marketing.

Digamos que seja R$500,00 por mês. 

Distribua esse valor para as mídias onde a sua tribo está concentrada. 

Se você possui informações comprovadas que o seu público esta concentrado no Instagram, Youtube e Revistas, comece por ai. 

Você precisará destinar o valor acima para os três canais. 

Se entrar mais verba para Marketing, você pode aumentar o orçamento mensal para uma ou mais mídias ou adicionar outras mídias que você identificou como oportunidade. 

A partir disso, para que você realmente tenha foco em resultados, é preciso estabelecer metas. 

Metas de público, de curtidas, de alcance, de visualizações, de inscrições, de lista, de retorno sobre o investimento etc. 

No curso de Marketing Musical abordarmos esse conceito de metas em um módulo específico. 

PS: Para estabelecer corretamente os orçamentos com base nas mídias, utilize a nossa planilha de Planejamento de Mídias para Marketing Musical. 

 

Lançamento de Custos

O fato de ter orçado um valor mensal não significa que o valor será 100% utilizado. 

Você pode relocar o orçamento de um mês para o próximo, somando o valor para obter melhores resultados. 

Se você destina apenas R$100 do seu orçamento para assessoria de imprensa, é melhor você economizar e criar um montante maior para contratar uma assessoria mais completa, porque com R$100 dificilmente você vai conseguir algo de qualidade. 

Nesta parte da sua planilha, lance os custos que você realmente teve, mês a mês, para cada mídia. 

Tinha R$200 para gastar com Facebook mas usou apenas R$150? Sem problemas, significa que você está dentro do orçamento, podendo usar o valor no próximo mês, ou guardar ou direcionar para outro tipo de mídia. 

O importante mesmo é que você anote o quanto você gastou para cada mídia que usou. 

PS: Para realizar lançamentos e ter controle dos custos de marketing, utilize a nossa planilha de Planejamento de Mídias para Marketing Musical. 

 

Retorno Sobre o Investimento

Não esqueça de acompanhar e anotar também o resultado financeiro obtido. 

Que? 

Sim, outro elemento fundamental é identificar a receita que você obteve em cada mídia/canal. 

Não é apenas gastar dinheiro para aparecer. Se você está fazendo isso, pare. 

O marketing é visto como um custo para bandas e artistas amadores e em estágio inicial. 

Para os profissionais, o marketing é visto como um investimento. 

É preciso que o investimento naquela mídia ou canal gere receitas para você. O nome disso é retorno sobre o investimento (ROI). 

Recentemente fizemos uma ação na Gestão de Bandas onde gastamos R$297 reais e obtemos R$1.287 em receitas. Ou seja, 4x o valor do custo de marketing. Valeu muito a pena.

Se tivéssemos usado R$3.970 de orçamento em anúncio, poderíamos chegar a R$9.430 em vendas, quem sabe?

Tenha uma tabela com o custo de anúncio de cada canal e o quanto de receita cada um dos canais teve. Assim, você consegue identificar quais são os melhores canais para gerar receitas.

Além disso, você também poderá identificar facilmente o que deu de errado e testar de uma outra forma. 

PS: Para ter controle do seu retorno sobre o investimento de marketing, utilize a nossa planilha de Planejamento de Mídias para Marketing Musical. 

 

Cronograma de Ações

Você precisa definir quais ações e conteúdos serão desenvolvidos para distribuir em cada um dos canais, relacionando, obviamente, com as receitas desejadas. 

Se a sua tribo usa muito o Snapchat, você precisará investir em conteúdo audiovisual contínuo. Como você já sabe quais são os interesses em comum da sua tribo, ficará fácil ir atrás ou produzir conteúdos relevantes para ela – e claro, os canais. 

Assim, você atrai a atenção delas para você, despertando a curiosidade das pessoas naquilo que você faz e certamente ela vai procurar saber mais a respeito do seu trabalho. 

Não esqueça que um canal fundamental que você não pode ignorar é o site do seu projeto musical.

A forma mais econômica é fazer o possível para atrair as pessoas para o seu site. 

Por que?

Porque o site é o seu território.

A quantidade de dados gerados pelo tráfego do seu site ajudará você a se relacionar melhor, mostrar a verdadeira transformação do seu produto ou serviço musical e ter informações da sua audiência, de onde é, idade, interesses e assim por diante. 

Além oferecer ao usuário a oportunidade de apresentar o seu projeto musical de forma artística, detalhada, organizada, capturando o contato dela, aprendendo mais sobre os desejos e medos dela, tudo isso para produzir mais conteúdos e composições realmente significantes. 

É ali que você poderá realizar ações e ofertas de compra. 

Também é muito importante que o seu cronograma de ações esteja alinhado com o seu calendário de lançamentos e de tour. 

Vai lançar músicas novas, vídeos ou produtos de merchandising?

Alinhe as ações de conteúdos que precisará desenvolver em função das ações acima e alinhe com o seu orçamento. 

De nada adianta você torrar o orçamento de marketing e não sobrar para a divulgação. 

PS: Utilize a nossa planilha de Planejamento de Mídias para Marketing Musical junto com o nosso Guia e Calendário para Marketing de Conteúdo. 

 

Fechamento

Agora que você sabe os conceitos por trás do planejamento de marketing, é preciso aplicar. 

No nosso GO nós temos uma planilha super simples e prática para você usar no seu planejamento de marketing.

Ela vem com todos os elementos citados neste artigo e se você quer realmente colocar a mão na massa, você precisa ter ela.

Clique aqui para conhecer Planejamento de Mídias para Marketing Musical. 

Comente aqui embaixo se você gostou deste artigo e compartilhe ele para um amigo ou colega de banda!

Marketing