Criolo – Boca de Lobo

Quando Childish Gambino lançou o clipe de This Is America a internet ficou em polvorosa tentando decifrar todas as referências e críticas que o artista fez no vídeo. Agora é a vez de Criolo. Uma semana antes das eleições, o rapper lançou no seu canal o clipe de Boca de Lobo. Nesta sexta-feira (05) o single chega também no Spotify.

Criolo que andou transitando pela MPB e o samba, deixou muita gente com saudades. “tu some, mas volta metralhando tudo né menino!”, respondeu a Youtuber Luciellen Assis, na página oficial do artista.

Não que tenha mesmo desaparecido. Nos últimos meses, fez show com Paulinho da Viola e a Velha Guarda da Portela, e uma turnê de divulgação do seu último trabalho indicado ao Prêmio da Música Brasileira, na categoria álbum de Samba. Além de fazer participação no desenho nacional Irmão do Jorel, dublando um tomate e uma batata em uma batalha de rappers.

Mas seu flerte com outros estilos fez muita gente desejar pelo o retorno do rapper ao ritmo e poesia. “Depois de algumas temporadas no samba, Criolo enfim voltou ao rap — ainda bem, porque estamos precisando,” escreveu o colunista Guilherme Sobota no seu blog do Estadão.

Isso não quer dizer que o artista estava menos crítico no seu trabalho anterior, Espiral da Ilusão, lançado 2017. Seus últimos trabalhos mostram que Criolo continua se reinventando, e nos lembra que samba e rap tem uma origem em comum. Nasceram como cultura popular nas periferias e graças ao poder de síntese e crítica ganharam novas fronteiras. Contudo, sua inventividade atingiu outros patamares com o lançamento desse último single e clipe.

Em pouco tempo, muitos usuários se debruçaram para reunir e divulgar o máximo de referências que conseguiram do clipe de Boca de Lobo. Alguns surpreenderam na percepção. Mesmo passando em pouquíssimos segundos, as frases “Agro é Toxic”, “Recatada e do lar”, “Não fale em Crise. Trabalhe!” “Mel Duarte, Negra nua e crua”, “PEC 55” e as coordenadas “-22.92755 -43.9460996”, não passaram batidas.

Em pouco tempo, muitos usuários se debruçaram para reunir e divulgar o máximo de referências que conseguiram do clipe de Boca de Lobo. Alguns surpreenderam na percepção. Mesmo passando em pouquíssimos segundos, as frases “Agro é Toxic”, “Recatada e do lar”, “Não fale em Crise. Trabalhe!” “Mel Duarte, Negra nua e crua”, “PEC 55” e as coordenadas “-22.92755 -43.9460996”, não passaram batidas.

O clipe retrata o caos que tomou conta da cidade enquanto monstros gigantes destroem capitais: Um morcego sobrevoa Brasília. Urubus sobrevivem fazendo moradia em cima do SUS. Ratos saem da cratera do metrô em Pinheiros. Mosquitos deixam de espalhar doenças para sugar o petróleo de refinarias. Porcos desfrutam a lama que inunda Mariana e tucanos derrubam helicópteros deixando um rastro de pó branco no ar. Não é preciso muita explicação.

As cenas da confusão foram gravadas em duas madrugadas no centro de São Paulo e contaram com ajuda de muitos voluntários. Moradores do Grajaú e Heliópolis, e ativistas de movimentos sociais da capital paulista, como a Ocupação 9 de Julho, participaram da figuração. Ponto para direção de arte que conseguiu transformar desconhecidos em figuras políticas que preencheram os noticiários nos últimos meses.

Mas a música por si só já é uma referência e tanto. Em sua rima, Criolo fala do único condenado pelas manifestações em 2013 (“Um litro de Pinho Sol pra um preto rodar.”), da distribuição para famílias carentes de um composto granulado feito a partir de itens perto do vencimento (“A nós ração humana, Spok, pinça vulcana”) e também do que a internet se tornou nos últimos tempos (“15% é Google, o resto é Deep Web”).

Coberto de indicações, capazes de fazer qualquer fã ficar entretido por horas, o rapper provou que ainda tem muita criatividade para criar e surpreender.

Por Cleiton Santos

 

Spotify iTunes Buy

Criolo – Boca de Lobo

Release Date : 01/10/2018

Crédito:

2018 Oloko Records

Single – Criolo – Boca de Lobo (3:47)

Interpretação e Composição: Criolo
Produção Musical: Nave (programação e samples) e Daniel Ganjaman (synths e bass synth)

Crédito Video Clipe:
Diretor de Cena: Denis Cisma
Diretor Criativo: Pedro Inque
Diretor de Fotografia: Will Etchebere
Direção de Arte: Ale Maestro
Edição: Paulo Augusto
Pós Produção: Clan VFX
Produção: Saigon Filmes
Produtor Executivo: Marcelo Altschuler

Redes Sociais:

Site Oficial: http://www.criolo.net
Facebook: https://pt-br.facebook.com/criolo.oficial/
Twitter: https://twitter.com/criolomc
Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCGrG3ghhSi7bydAxs5ZMWmA
Instagram: https://www.instagram.com/criolomc

Contatos:
Shows: contato@criolo.net
Assessoria de Imprensa: contato@perfexx.com.br