Lagum – Eu Admito

Com quase 50 milhões de audição no Spotify, a banda mineira Lagum lançou na sexta-feira (28) seu último single Eu admito. Lagum tem gravando muita coisa no estúdio e aos poucos tem disparando seus novos singles na plataforma.

Criada em 2014, a banda nasceu em uma lagoa. Ou quase isso. Os amigos se conheceram e se encontravam por lá. Dessas águas afluíram muito mais que amizades e histórias de brigas e primeiros beijos. O nome da banda remete ao ambiente. Antes era Lagoon, em seguida, acompanhando as letras em português, resolveram abrasileirar a alcunha.

Embora a banda seja relativa nova, com menos de 5 anos de existência, o potencial artístico de Lagum ficou evidente quando tocaram pela primeira vez. Lotaram a tradicional casa noturna Major Lock, uma das mais antigas de Belo Horizonte e o primeiro Pub da capital mineira. Inaugurado em 1992, o espaço mantém o palco que lançou Jota Quest há 20 anos atrás.

Não que a história do grupo registre apenas grandes apresentações. Lagum teve também seus momentos com menos glamour, como o episódio marcante em que tocaram para exatas três pessoas e receberam o cachê em pizza e refrigerante. Uma boa memória que, porém, perde espaço para outras ótimas lembranças. A gratidão a casa noturna que o lançou está registrada na contracapa do primeiro álbum Seja o que Eu Quiser.

O logo de Major Lock está no canto direito do encarte ao lado de muitas outras recordações da banda. O trabalho é ilustrado com objetos cheios de histórias de cada integrante da banda, como o podcast em que o vocalista ouviu pela primeira vez Charlie Brown Jr, banda que, durante muito tempo, foi uma das principais influência para o artista.

A capa exibe também pertences que apontam os gostos, como uma rodinha do skate e tampinha. Easter eggs, como o relógio marca 8:26 – ou 20:26 – referência a canção 2026. Além, claro, de objetos que remetem a música: palhetas, baqueta, gaita e cabos de som.

As músicas de Lagum também estão cheias de referências. Telefone, por exemplo, aproveita o gancho do telemarketing para divulgar a cantada barata mais fofinha dos últimos tempos: “E eu vou chorar se tenta me vender algum tipo de plano que não seja o meu com você.”

Descontando a versão ao-vivo gravada no estúdio Som Livre, desde de 2016 nenhum outro álbum foi lançado pelo grupo. Mas isso não quer dizer que a banda não tenha novidades. Em 2018 lançou mais seis músicas: Telefone, Eu Não Valho Nada, Não Vou Mentir, Samba, Bem Melhor, e Deixa com participação de Ana Gabriela.

O som de Lagum flui facilmente por diversos estilos musicais indo do pop rock a nova mpb. Algumas canções trazem o gostinho praiano do reggae, outra tem uma pegada eletrônica. O soul pop de Eu admito traz uma confissão em poucos versos e uma desculpa no final:

Há um tempão
Tem que eu quero te pedir desculpa
Eu confesso não era pra tanto o meu drama
Foi mal

É um pedido de desculpa com um swing tão gostoso e envolvente, que fica difícil não deixar a música no repeat.

Por Cleiton Santos

Spotify iTunes

Lagum – Eu Admito

Release Date : 28/09/2018

Crédito:

2018 Sony Music Entertainment Brasil LTDA

Single – Lagum – Eu Admito – 2:02

Redes Sociais

Site: http://lagum.com.br/
Facebook: http://facebook.com/lagumoficial
Twitter: http://twitter.com/lagumoficial
Youtube: http://www.youtube.com/channel/UC5s8xoNsOtTXPDafVH3hkjw
Instagram: http://instagram.com/lagumoficial

Contatos:

(31) 9 8706-7506
(31) 2526-1088

carol@amacaco.com.br
lagum@amacaco.com.br